EFDeportes.com

Facebook Twitter Google +

Educación Física

11.01.2017
Brazil
POR |

Os jogos tradicionais e suas contribuições para o desenvolvimento da criança

O estudo averiguou quais são os jogos tradicionais mais praticados e verificou quais as contribuições desses jogos para o desenvolvimento integral das crianças
Brincadeiras praticadas pelas crianças durante o horário do intervalo

Os jogos tradicionais no Brasil

Não se sabe de fato a origem dos jogos tradicionais, mais sabemos que eles fazem parte de nossa historia. Kishimoto afirma que compreender a origem e significado dos jogos tradicionais requer uma investigação das raízes folclóricas de nossa historia durante a colonização no Brasil, que com a chegada dos lusitanos, muitos costumes e tradições foram trazidos de Portugal, a arquitetura, a culinária o modo de se vestir, suas musicas, seus jogos e suas brincadeiras tradicionais como: pião, o jogo de botão, bolinhas de gude, e a amarelinha.

Entre as brincadeiras mais conhecidas hoje, que são de origem indígena estão a “peteca”.

É notável, que o Brasil sofreu a influência de vários povos, cada um contribui com um pouco de seus costumes e tradições, gerando essa mistura cultural que é característica marcante do povo brasileiro.

O estudo teve por objetivo analisar quais são as brincadeiras e jogos tradicionais mais praticados pelas crianças durante o horário do intervalo, e verificar quais as contribuições desses jogos populares para o desenvolvimento integral das crianças.

 

Procedimentos metodológicos

Foi realizada uma pesquisa de campo através de observação direta.

As observações diretas foram realizadas em sete escolas no município de Macapá, sendo cinco escolas publicas e duas particulares, tendo como os sujeitos da pesquisa os alunos pertencentes ao ensino fundamental I, onde se observou meninos e meninas, durante o horário do intervalo, nos mais diversos espaços das escolas, como nos corredores, pátios, e praças.

 

Apresentação e discussões dos resultados

Dentre as sete escolas observadas, a brincadeira mais popular foi o Pega-pega, tendo 19% da preferência pelas crianças, ela foi vista em todas as escolas freqüentadas durante a realização da pesquisa.

As brincadeiras tradicionais praticadas pelas crianças durante o intervalo garantem a elas benéficos motores, cognitivos, afetivos, sociais, e o resgate cultural.

 

  • Pega-pega

Durante esta brincadeira se trabalha a cognição da criança, que trabalha diferentes habilidades como, a agilidade, velocidade, parada brusca, noção espacial, lateralidade esquema corporal, que são fundamentais para um bom desenvolvimento, além de proporcionar uma enorme satisfação para quem brinca.

 

  • Pira esconde

Este jogo exige da criança, agilidade, concentração, noção espacial, e agilidade.

O esconde-esconde e outras brincadeiras semelhantes podem permitir ao professor verificar o nível de desenvolvimento da criança, especialmente quanto à imagem corporal e á socialização.

 

  • Amarelinha

A exigência cognitiva da amarelinha não se refere apenas á ação da criança ao saltar de uma figura para a outra. Também o ato de lançar o objeto solicita coordenações motoras finas e muitos especiais, referindo-se particularmente á relação da criança com um espaço muito definido, que exige muita precisão.

Quando brincam de amarelinha, as crianças, principalmente quando já estão hábeis nesse jogo, executam uma quantidade enorme de saltos, aumentando sem duvida, sua força de salto, habilidade fundamental para a realização de inúmeras atividades importantes para o desenvolvimento infantil em todos os seus aspectos.

 

  • Policia e o ladrão

A brincadeira exige variações de corridas, tanto para quem é o “ladrão” ou “policia”, contribuindo para o desenvolvimento da aptidão física e noção espacial da criança.

 

  • Elástico

As contribuições de brincar de elástico para o desenvolvimento da motricidade da criança são diversas melhoras do equilíbrio, devido às seqüências de saltos que são exigidos para a realização da tarefa, trabalhando assim as capacidades físicas como a força, resistência, e flexibilidade.

 

  • Bolinha de gude

A brincadeira contribuirá diretamente no desenvolvimento da coordenação motora da criança, principalmente da motricidade fina, pois quando se brinca se executar várias vezes o movimento de lançar a bolinha de gude, o que permitira uma melhora na destreza de seus movimentos, permitindo assim uma melhor consciência corporal, além dos benefícios cognitivos como explicou Piaget em seus estudos sobre o desenvolvimento da criança. “A perfeição dos movimentos da mão é acompanhada pela maturação da motricidade humana”.

 

Considerações finais

As mídias exercem grandes influencias no brincar das crianças na atualidade, mas o estudo nos mostrou que brincadeiras tradicionais como o pega-pega, amarelinha, estão presentes no dia-dia de muitas crianças durante o horário do intervalo em suas escolas.

Os jogos tradicionais vão proporcionar para a criança seu desenvolvimento integral, visto que, os mesmos possibilitam para quem brinca uma grande variedade movimentos, atua no desenvolvimento de uma melhor consciência corporal, melhorando a motricidade, a cognição e ajuda na socialização. Suas contribuições vão além desses aspectos, por serem transmitidos de geração em geração os jogos tradicionais tem características de anonimato, tradicionalidade, fazendo parte da cultura lúdica infantil. Resgatar esses jogos dentro da escola é propiciar o resgate de nossa cultura popular.

Naiana Roberta Dias Rodrigues
VER NOTA COMPLETA INICIO
LEER MÁS
El Webstudio