EFDeportes.com

Facebook Twitter Google +

Estudios Sociales

25.10.2015
Brazil
POR |

Cerimônia de Abertura dos I Jogos Mundiais dos Povos Indígenas

A cerimônia de abertura da primeira edição dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas nos desvelou uma realidade que se multiplica e diversifica
Cerimônia de Abertura: Foto: Catherine Krulik

As designações que damos dos povos indígenas mostra quão pouco a cultura ocidental se abre ao outro.  A própria designação indígena revela a dificuldade de entender algo simples: existem mais de 300 povos chamados indígenas no Brasil. É justamente este o vício classificador do mundo ocidental que não enxerga a existência de outros mundos. 

A cerimônia de abertura da primeira edição dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas nos desvelou uma realidade que se multiplica e diversifica. Na verdade, são realidades. Entretanto, diferente de nós, que cobramos uma identidade  muitas vezes fixa e idealizada do outro, estes povos nos mostraram, ao ocupar a arena dos jogos, que para dizer quem somos basta ser, apenas.

Flávio de Campos
Marco Bettine
Regina Claro
Catherine Krulik
Alice Matsumoto
Aluã Oliveira
Caio Lotufo
Aline Pizzol
Rafael Pacheco
VER NOTA COMPLETA INICIO
LEER MÁS
El Webstudio